Corpos e mentes que sofrem

O que fazer quando as emoções tomam conta?
28 de março de 2020
Mostrar tudo

Corpos e mentes que sofrem

A insatisfação com o próprio corpo e o sentimento de inadequação, têm se mostrado cada vez mais presentes na vida da grande maioria das mulheres.

Ainda que muitas lutas sociais almejem o respeito às diferenças, o conceito do que é belo continua seguindo um padrão rígido e inatingível, e, estar fora dele, soa como sinônimo de feiura.

A beleza socialmente padronizada, onde a mulher precisa estar sempre magra e jovem, condena à infelicidade a grande maioria, que não consegue se adequar ao dito padrão.

Ao se olhar no espelho, a imagem refletida pode não corresponder à imagem que a mulher tem armazenada em seu subconsciente, e isso, gera dor e frustração. Ela se sente feia, e acredita verdadeiramente que há algo de errado com ela.

O culto à beleza aumentou consideravelmente o número de mulheres que sofrem de doenças físicas e psíquicas, tais como depressão, bulimia, crises de ansiedade, e os mais variados tipos de transtornos.

Nos deparamos com pessoas cada vez mais infelizes e insatisfeitas com seus corpos, se submetendo à dietas malucas e os mais variados tipos de procedimentos invasivos, em busca de aceitação e felicidade.

Porém essa é uma busca sem fim, pois novos padrões de beleza vão se estabelecendo, além do próprio envelhecimento natural do corpo, que põe por terra o sonho da eterna juventude.

É fundamental que cada mulher aprenda a reconhecer sua beleza única, suas qualidades e seus potenciais, em cada fase da vida, pois do contrário, estará sempre se sentindo, insegura e inferiorizada diante de si mesma e dos outros.

AMAR A SI MESMA É UM GESTO DE CORAGEM.

Renata Loyolla
Renata Loyolla
Renata Loyolla é bailarina e professora de danças árabes, há 20 anos e coach especializada em desenvolvimento feminino e autoestima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *